Gago Coutinho e Sacadura Cabral: a travessia do Atlântico Sul

Gago Coutinho and Sacadura CabralGago Coutinho e Sacadura Cabral foram os primeiros aviadores a concluir a travessia aérea do Atlântico Sul, ligando Lisboa e o Rio de Janeiro. O fato heróico aconteceu em 1922, sendo intenção dos aviadores portugueses homenagear dessa forma o centenário da independência do Brasil. Este voo foi também o primeiro a recorrer à navegação astronômica, através do sextante, instrumento aperfeiçoado pelo próprio Gago Coutinho e que veio revolucionar a navegação aérea na época. Ambos se tornaram heróis nacionais de Portugal depois desse feito.

Em 1922, as possibilidades da engenharia aeronáutica não permitiam ainda que a realização de um voo como esse fosse feita sem paragens. O plano dos aviadores incluía diversas escalas para reabastecimento de combustível.

Coutinho e Cabral foram atingidos por vários problemas, tendo utilizado três aviões para concluir a operação. O primeiro avião sofreu danos depois de amarar perto do arquipélago de S. Pedro e S. Paulo, onde chegaram só com o recurso ao sextante; os aviadores foram rebocados por um navio de guerra português até Fernando de Noronha.

Portugal enviou um novo avião, tendo Coutinho e Cabral regressado a S. Pedro e S. Paulo para recomeçar onde tinham parado. No entanto, o motor deste segundo avião sofreu uma pane, obrigando ao envio de um terceiro avião, o “Santa Cruz”. Decolando de novo desde S. Pedro e S. Paulo, os aviadores atingiram finalmente o Recife. Então, fizeram escalas sem mais problemas em várias cidades do Brasil, sendo sempre recebidos como heróis, até chegarem no Rio de Janeiro. A viagem começou a 30 de março e terminou a 17 de junho de 1922.

Sacadura Cabral

Artur Sacadura Cabral nasceu em 1881 e foi um oficial da marinha portuguesa, tendo sido um dos pioneiros da aviação em Portugal. Exerceu funções de instrutor, diretor de serviços e comandante de esquadrilha. Morreu em 1924 quando o avião que pilotava, da Holanda para Portugal, caiu no Mar do Norte.

Gago Coutinho

Carlos Gago Coutinho nasceu em 1869 e foi também oficial da marinha, bem como geógrafo e historiador. Faleceu aos 90 anos, em 1959.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *