João Menezes de Melo: Mártir da aviaçфão

João Menezes de MeloJoão Menezes de Melo foi um militar brasileiro, nascido em 1896 e falecido em 1920, devido à queda de seu avião. Foi o primeiro elemento das forças armadas do Brasil a voar sem instrutor, o primeiro a conseguir o brevê atribuído pelo Aeroclube da França e também o primeiro a completar uma formação de Piloto-Aviador Militar.

Nascido em Natal/RN, Menezes de Melo começou por ser soldado de infantaria, se alistando em 1914 e tendo participado nas ações contra a sedição de Juazeiro, no Ceará. Foi depois transferido para o Rio, onde fez parte da segunda turma da novíssima Escola de Aviação Militar. Entre seus colegas, três deles chegariam a ser generais, sendo um deles uruguaio: o famoso Tydeo Larre Borges, herói da aviação do Uruguai, e que “emprestou” seu nome ao aeroporto de Paysandú. Menezes de Melo se destacou, entre todos.

Quando a aviação era um enorme risco

Entre os pioneiros do ar, contam-se os que fizeram a pesquisa científica, aqueles que construíram os primeiros aviões e os que tentaram bater recordes. Outros, menos conhecidos, encontram-se entre aqueles que correram os riscos, sabendo já quão perigosa era a tarefa de voar nesses primeiros tempos da aviação moderna. A ciência estava em seu início, as máquinas eram frágeis, tudo estava ainda por descobrir. O contributo desses pioneiros, e seu sacrifício também, foram indispensáveis para que voar se tenha tornado algo mais seguro, mais comum e mais fácil. Todos os que hoje já pegaram um avião e quase nem pensaram na questão da segurança, devem saber que há cem anos era necessária muita coragem pessoal para que a aviação pudesse se desenvolver.

João Menezes de Melo faleceu a 29 de setembro de 1920, quando o motor do avião que pilotava deixou de funcionar. Antes da invenção dos modernos paraquedas, antes de se pensar sequer em aterrissagens de emergência, uma pane do motor era sinónimo de morte imediata. O sargento Menezes se encontra sepultado no cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *